Dicas essenciais para quem quer visitar o Machu Picchu

12/09/2014

Novidades

1-Viator_Thinkstock_24345O Machu Picchu fica no topo da lista de quase todos os visitantes de Cusco, mas esta merecida popularidade resultou em uma série de problemas logísticos. Devido ao desgaste causado pelo movimento de visitantes, desde 2011 uma cota diária de no máximo 2.500 pessoas foi implmentada por aqui, com o intuito de proteger e preservar o local. Apesar de nenhuma licença ser necessária para visitar Machu Picchu, é bastante recomendável comprar a sua entrada antecipadamente, especialmente se você planeja a sua visita durante a alta temporada, de maio a início de setembro.

Estas entradas podem ser garantidos on-line através do site oficial do governo, mas isso requer um cartão de crédito Visa para o pagamento. Como alternativa, você pode reservar o seu bilhete no site, imprimir a reserva e pagar o seu bilhete pessoalmente em qualquer agência do Banco de la Nación de Peru.

Já se você preferir contratar a sua viagem ao Machu Picchu com uma agência de turismo, eles devem ter o cuidado de reservar os seus bilhetes para você, mas é bom sempre se certificar de que isso está incluso no pacote com bastante antecedência, já que não existem ingressos disponíveis no local. Mesmo se você planeja viajar para Machu Picchu de forma independente, pode evitar inconvenientes comprando o seu bilhete através de um operador turístico. Caso a sua agenda esteja mais flexível, você também pode comprar os ingressos pessoalmente no Centro Cultural Machu Picchu em Aguas Calientes, ou no Instituto de Cultural Nacional de Cusco, perto da Plaza de Armas, em Cusco. Mas lembre-se na alta temporada você vai precisar de uma antecedência maior!

Além disso, se você pretende subir o Huayna Picchu, no topo do Machu Picchu, você precisará também de uma outra entrada, juntamente com a sua admissão geral. Apenas 400 destes bilhetes estão disponíveis por dia, e eles muitas vezes esgotam antes mesmo dos ingressos de admissão geral. Mas a boa notícia para os estudantes é que com o cartão ISIC eles pagam apenas a metade do preço nos bilhetes, então não deixe de levar o seu!

Embora você precise da entrada e não de uma licença, para frequentar o Machu Picchu, você vai precisar de uma autorização caso pretenda caminhar pelo popular Inca Trail, que começa no Vale Sagrado e termina em Machu Picchu. Para ajudar a proteger a antiga trilha, o governo impõe um limite de 500 pessoas (incluindo todos os turistas, guias e funcionários de apoio), que podem fazer a caminhada por dia, e os operadores turísticos são obrigados a apresentar os nomes e números de passaporte de seus clientes para providenciar as licenças necessárias. Essas licenças também esgotam muitas vezes com bastante antecedência (até de um ano, em algumas datas).

Então lembre-se de planejar a sua visita ao Machu Picchu com no mínimo 3 meses de antecedência para evitar decepções em cima da hora!

-Priscila Dexheimer

,

Comments are closed.