O lado calmo de Amsterdã – Explorando o bairro Jordaan

Quando você pensa em Amsterdã, imagens de cafés coloridos, do bairro da Luz Vermelha com seus neons iluminados e janelas vermelhas, e lojas para turistas vendendo tamancos e moinhos vêm à mente. Amsterdã é um grande lugar, e o tão maravilhoso centro antigo é apenas uma pequena área do que essa cidade de canais tem para oferecer.

Iamsterdam

Amsterdã

O Jordaan é um bairro que fica à oeste do centro da cidade, uma área que deve ser visitada para se experimentar o lado calmo de Amsterdã e para escapar das multidões de turistas. O bairro de classe operária era uma favela no século 18 e hoje é uma das áreas mais lindas da cidade. Vale a pena dedicar algum tempo para explorar seus canais estreitos e admirar as belas casas do século 17. Essa área residencial, que faz fronteira com Prinsengracht, Brouwersgracht, Lijnbaansgracht e Leidsegracht, abriga atualmente algumas das mais desejadas propriedades da cidade, assim como interessantes museus, cafés históricos, lojas independentes, restaurantes excêntricos, galerias de arte e surpresas a cada esquina.

Use sapatos confortáveis

O bairro de Jordaan pode ser alcançado em 10 minutos de caminhada a partir da Praça Dam – experiencie a mudança de atmosfera ao entrar nas calmas e pacíficas ruas desse bairro, em forma de arco. Andar é algo que você fará muito em Jordaan, porque não há transporte público na região, com exceção da ativa Rozengracht, principal rua que cruza o bairro. Esta é uma das razões pelas quais o bairro Jordaan é uma das áreas mais tranquilas da cidade: você tem a sensação de estar num vilarejo.

Uma caminhada ao longo do extremo leste do canal Prinsengracht, em Jordaan, irá levá-lo para o coração da vizinhança. Esse imponente canal, ladeado por casas de comerciantes com telhados em formas triangulares, foi escavado no século 17 com as outras principais vias navegáveis, os canais Herengracht e Keizersgracht, construídos para aumentar os limites de uma cidade cada vez mais lotada.
Faça uma caminhada por algumas das estreitas ruas que cruzam o bairro e pelos pequenos canais como o Egelantiersgracht e o Bloemgracht (canal das flores), e pelo radiante Prinsengracht do lado oeste – estes são alguns dos mais bonitos da cidade, alinhados com caixas de flores, bancos do lado de fora das casas estreitas de tijolos e peculiares lojas independentes. Ande pelo Brouwersgracht, um extenso canal no norte de Jordaan e um dos mais belos em Amsterdã. O canal dos “cervejeiros”, com as diversas casas-barco, foi um dia margeado por cervejarias e armazéns por sua proximidade do principal porto de Amsterdã e pela conexão com o mar aberto – os navios descarregavam sedas e especiarias e os armazenavam ali. As casas dos comerciantes e os grandes armazéns, com seus portões brilhantemente pintados, são hoje apartamentos privados.

Vá a um mercado

queijo holandês

Queijo Gouda holandês

O Noordermarkt, um largo espaço aberto próximo ao grande Noordekerk (ao norte da igreja), é a principal praça de Jordaan. Essa praça geralmente tranquila, com seus fofos cafés e bares, realmente ganha vida nos dias de feira – alguns dos melhores mercados a céu aberto da cidade acontecem ali. Aos sábados, acomoda um movimentado mercado de agricultores orgânicos, que vendem pão, queijo, carne, sucos frescos e outros produtos orgânicos da estação. Às segundas-feiras, um mercado de pulgas vende utensílios domésticos em geral, livros, pinturas, antiguidades, muitos botões e bugigangas. Músicos tocam ao redor da praça e entretém os compradores, e os cafés ficam lotados – chegue cedo se quiser sentar e tomar alguma bebida.

Há outro mercado que acontece aos sábados, em Lindengracht. Trata-se de uma feira de frutas, vegetais, roupas e até bicicletas. O mercado se prolonga pela rua, antigamente um canal, e é popular entre os locais – portanto, está sempre cheio.

Nas segundas-feiras pela manhã, um agitado mercado acontece no Westerstraat. Vendem-se roupas, tecidos, dentre outras coisinhas – combine esta visita com a ida ao mercado de pulgas às segundas-feiras ao dobrar a esquina.

Um dos únicos mercados cobertos em Amsterdã ocorre no bairro Jordaan: o mercado de antiguidades De Looier no Elandsgracht. Esse mercado abre todos os dias, exceto às sextas-feiras, e é um labirinto de barracas vendendo peças de coleção e raridades, de bonecas antigas e brinquedos até relógios e pratarias.

Vá a um museu

No Prinsengracht, perto do Westerkirk (à oeste da igreja), no centro da cidade ao lado do canal, encontra-se um dos principais roteiros da cidade, a casa de Anne Frank. Essa casa, hoje um museu, serviu para esconder ela e sua família dos alemães durante a Segunda Guerra Mundial. Se você quiser visitar apenas um museu, escolha este. Diante da estante de livros que esconde a entrada do local em que eles se escondiam, é impossível conter a emoção. As escadas da casa são bem íngremes e estreitas, no verdadeiro estilo de Amsterdã. Há sempre uma grande fila fora da casa, mas se reservar os ingressos on-line, você poderá pular a fila – altamente recomendado!

Van Gogh

Van Gogh

No bairro de Jordaan, no Prinsengracht, encontram-se dois museus típicos de Amsterdã: o Museu de Tulipas e o Museu do Queijo. A loja do Museu de Tulipas vende todos os tipos de tulipas, além de bulbos, livros, cerâmicas e vidros – e na parte de trás há uma entrada para um pequeno museu recentemente reaberto, onde por 6 euros você pode aprender sobre a história da tulipa por uma série de displays e vídeos. O Museu do Queijo, na porta ao lado, é fácil de encontrar, afinal, do lado de fora da loja é possível ver seu símbolo: uma vaca com uma enorme pilha de queijos. A loja exibe mais de 100 variedades dos adoráveis queijos holandeses, de queijos frescos a maturados, e uma saborosa seleção deles para o visitante provar. Ainda há uma pequena exposição na parte de baixo dedicada para – adivinhe – queijos.

Outro museu que vale a pena conhecer é o Museu Pianola, no Westerstraat, onde é possível ver pianos mecânicos históricos em toda a sua glória. Teclados com mais de 100 anos tocam música automaticamente, utilizando rolos de papel perfurado, conhecidos como rolos de pianola, e o museu possui mais de 25.000 desses rolos em sua coleção. Concertos também acontecem ali.

Lojas e Galerias

O Jordaan abriga muitas galerias de arte e lojas independentes. Se você se interessa por arte contemporânea, vá à Galeria Torch no Laureiergracht ou à Galeria Buuf no Anjeliersdwarsstraat, uma das mais novas galerias no Jordaan e que recebeu a participação do famoso pintor e ferreiro Geert Jan Jansen.

Lojas independentes valem a visita, incluindo Jouffrouw Splinter no Prinsengracht, uma simpática loja de antiguidades e peças de coleção que vende peculiaridades, acessórios para casa, móveis vintage e presentes originais. Se você é um fã de vinil, vá até a Distortion Records, uma loja de discos independente no Westerstraat – a loja vende CDs e estoca itens novos e usados. Tenue de Nimes, no Elandsgrach, é uma loja descolada que vende marcas de calças jeans de todo o mundo e que diz ter um par de jeans para cada um que a visita.

Beba em um “brown café” ou jante em um excelente restaurante

Amsterdam

Imagem típica da cidade

Você não pode ir para Amsterdã sem tomar um café (ou algo mais forte) num histórico “brown café”, assim chamado pela madeira escura e pelas paredes manchadas de nicotina. Todos esses cafés servem bebidas alcoólicas e geralmente possuem diversas cervejas, como La Chouffe, Amstel, Heineken e outras locais. Um dos mais adoráveis cafés é o Papeneiland, que fica numa excelente localização: na esquina do Brouwersgracht com Prinsengracht, apenas a alguns passos do Noordemarkt. Esse edifício de tijolinhos de 1642 tem dois níveis e suas largas janelas enchem o café de luz. Há uma antiga fornalha de ferro na parte de baixo e azulejos Vermeer azuis nas paredes. O refrescante suco de laranja espremido e a torta de maçã com uma cobertura de creme são particularmente bons. Bill Clinton chegou a visitar o café para experimentar a famosa torta de maçã.

O Café Hegeraad é um bar/café localizado no Noordemarkt, um edifício histórico com paredes revestidas de madeira, carpetes nas mesas (dizem que para absorver a cerveja derramada) e janelas de chumbo. Não se esqueça de dar uma olhada nos documentos locais. A visita vale a pena pela extraordinária sensação.

Outro café que não pode deixar de ser mencionado é o t’Smalle, um bonito “brown café” que fica em frente ao pitoresco Egelantiersgracht – tem até um pátio próximo ao canal. É um lugar perfeito para se sentar num dia ensolarado, saborear um dos seis tipos de cerveja e beliscar alguma coisa. A destilaria The Hoppe ocupou esse edifício no século 18, e a antiga atmosfera do local permaneceu intacta em suas paredes escuras e acessórios de latão.

Para concluir sua visita ao Jordaan, faça uma refeição em um dos muitos excelentes restaurantes da região. Existem lanchonetes no estilo café, restaurantes da moda que servem comida internacional, ou hip joints servindo comida vegetariana num local todo colorido. Para provar da comida vegetariana orgânica, tente o autêntico Vliegende Schotel, no Nieuwe Leliestraat, que serve preparações caseiras quentinhas diariamente por 10 euros, como abóbora, batata-doce ao molho curry e cinco tipos diferentes de salada. Se você procura um lugar aconchegante e romântico, opte pelo Proeverij 274, no Prinsengracht, um pequeno restaurante que oferece um excelente jantar usando ingredientes orgânicos e regionais – espere pagar cerca de 25 euros pelo prato principal, como o bacalhau assado na manteiga.

Uma visita ao Jordaan permitirá vivenciar o lado calmo e tranquilo de Amsterdã – mas esteja avisado: se você for uma vez, vai querer repetir a dose.

 

-A Equipe da Viator

Planejando uma viagem? Navegue na Viator pelas Excursões e coisas para fazer.

 

, , ,

Comments are closed.