Passeio pela História e Sabores de Sofia, Bulgária

10/06/2015

Coisas para Fazer

Sofia, capital da Bulgária tem um ar interessante, intrigante. É uma mistura de beleza, história e monumentos da era soviética. Essa foi a primeira impressão que tive enquanto caminhava pelas ruas da cidade e ouvia a narrativa de como Sofia nasceu. Eu não sabia que Sofia é uma das capitais mais antigas da Europa e não imaginava que ali poderia encontrar uma das igrejas cristãs  mais antigas do mundo.   Durante muitos anos a Bulgária ficou fechada para o mundo. Primeiro durante o Império Otomano (séc XIV) e depois durante a União Soviética (após II Guerra Mundial). Entretanto, hoje o país está de portas abertas, e turistas do mundo inteiro são bem-vindos para conhecer e explorar Sofia. E foi exatamente isso que fizemos!

St. George Rotunda Blog

Rotunda St. George

m nosso primeiro dia da viagem decidimos fazer o“Food Tasting and Cultural Walking Tour” oferecido pela Viator. Sem dúvida foi a melhor escolha que poderíamos ter feito. Foram três horas caminhando pelo centro de Sofia e aprendendo sobre a história da cidade. Nosso guia, Stoyan, nós encontrou na frente da Galeria Nacional e de lá começamos o passeio através da cultura e da comida local.

With Stoyanour guide_blogNinguém conta melhor a história de Sofia do que as igrejas. Nós iniciamos pela Basílica de Santa Sofia, uma construção do século VI e que chama atenção pela sua fachada feita de tijolos vermelhos. Passamos pela Igreja de São Jorge, a igreja cristã mais antiga da Europa que ainda está em funcionamento, incrível! O prédio foi construído pelo Imperador Romano Constantino e permanece de pé abrigando os fiéis até os dias de hoje. Por fim chegamos na suntuosa Catedral Alexander Nevsky, uma das igrejas mais novas de Sofia com domos feitos de puro ouro que se destacam na paisagem da cidade.

Alexander Nevsky Cathedral blog

Catedral Alexander Nevsky

A caminhada nos levou até as ruas feitas de tijolos amarelos, uma indicação que estamos no bairro mais rico da cidade e onde estão os prédios mais luxuosos. Nosso guia nos explicou que o estilo barroco das construções foi inspirado na arquitetura de Viena e a maioria desses prédios foram construídos após o Império Otomano e antes da invasão soviética. Naquele momento da história, a cidade de Sofia era chamada de “Viena dos Balcãs”, e se você olhar o prédio do Teatro Nacional Ivan Vazov  tenho certeza que consegue imaginar a época glamourosa que a cidade viveu.

Ivan Vazov National Theater blog

Teatro Nacional Ivan Vazov

A cada 15 ou 20 minutos nós cruzamos um parque diferente, e essa foi outra grande surpresa. Sofia é cheia de praças com muito verde e flores colorids, parques urbanos cheios de aposentados jogando xadrez e jovens bebendo cerveja. Um verdadeiro convite para sentar e se enturmar com o pessoal, mas naquele momento decidimos seguir em frente, pois a próxima parada seria nossa primeira  degustação de comida típica!   A cultura, a religião e a comida Búlgara sofreram muita influencia de outros países. A culinária local tem temperos e sabores que lembram as receitas gregas, turcas e russas. Nossa primeira parada foi em um café muito bem decorado a lado de uma antiga mesquita que foi virou museu. Não é apenas o lugar que te faz viajar no tempo, a comida também… Deliciosa!   Já ouviu falar da Salada Shopska? Nós nunca! O prato veio repleto de tomate, pepino, pimentão vermelho e verde, tudo muito fresco e cortado em cubos. Por cima queijo branco ralado bem fininho que se desmanchava. Foi só colocar um pouco de azeite de oliva e a salada estava pronta para ser devorada. Para beber o garçom nos trouxe o tradicional Ayran, uma bebida feita a base de iogurte, água e sal. E não é que fica bom!! Nós já tínhamos provado o Ayran em uma viagem a Turquia, mas nosso guia deixou bem claro que embora a bebida seja a mesma, a feita aqui na Bulgária é bem melhor. Eu é que não vou discutir com ele, mais um copo por favor?!!

Shopska Salad blog

Salada Shopska

De estômago cheio continuamos nossa caminha cultural até chegar em uma das praças mais interessantes de Sofia. A praça Sveta Nedelya é o marco zero da cidade. Lá você encontra uma lindas igreja construídas no século XIX e também um dos cruzamentos mais movimentados da capital, além de estações de metro e prédios do governo. Mas não foi isso que me impressionou, eu gostei daquele lugar porque a região é o melhor exemplo de que Sofia é uma cidade intrigante, interessante e única. Naquele pedaço da cidade você encontra uma Igreja Ortodoxa, uma Mesquita Islâmica, uma Igreja Católica e uma Sinagoga Judia. Todos convivendo pacificamente, respeitando as diferenças. Isso é que chamo de uma lição cultural!   Depois de visitar um lugar tão marcante fomos dar uma voltinha de metro. Da estação Serdika seguimos até Lavov Most. Pertinho da Lions Bridge (Ponte dos Leões) fomos a um restaurante chamado Pectpaht, se escreve assim mas a pronuncia é totalmente diferente. O restaurante  é famoso por servir comida típica de várias regiões da Bulgária. Nossa segunda degustação se chamava “mezze”,  um prato com especiarias a base de carne seca e salames.

mezze blog

Mezze

Nosso guia tentou nos explicar os sabores e as diferenças ente as carnes,  mas a melhor maneira de aprender sobre os sabores locais é provar. Salames, carne e vinho produzido na Bulgária, comemos tudo, e estava delicioso. As degustações que tivemos durante a tarde e a passagem do metro estavam incluso no valor do passeio. Ou seja, não tivemos que nos preocupar com nada.   Quando nosso passeio encerrou o relógio marcava 18:30h, hora de pensar no jantar e como aproveitar a noite em Sofia. Nos despedimos do nosso guia em um lugar estratégico: um dos melhores restaurante de Sofia, lugar perfeito para provar receitas tradicionais feitas com ingredientes frescos. Sem dúvida encerramos o walking tour com chave de ouro.

Natalie Deduck, jornalista e escritora de viagem.

Nômade e blogueira do Love and Road.

, ,

Comments are closed.