Tudo que você precisa saber sobre o nado com o tubarão-baleia em Cancún

cancun snorkeling-with-whale-shark-photo_1417578-770tallSe você simplesmente sussurrar “tubarão-baleia” perto de mergulhadores, provavelmente vai ser possível sentir a empolgação deles no ar. Este é, afinal de contas, o maior peixe do mundo, e até o nome tende a inspirar perigo, admiração e reverência. Mas ao contrário de um tubarão qualquer, com as suas bocas cheias de dentes, os tubarões-baleia se alimentam de plâncton e algas e são como gigantes dóceis do mar. Deslizando suavemente com suas bocas abertas e crescendo a 12 metros de comprimento, os tubarões-baleia conseguem fazer com que você se sinta um ser minúsculo, especialmente ao nadar ao lado deles.

Na península mexicana de Yucatán, nadar com tubarões-baleia no mar de Cancún é uma experiência inesquecível! Desde o momento em que o capitão confirma que viu algum deles no mar e pede para a tripulação se preparar, até quando o gigantesco peixe manchado nada bem em frente à sua máscara, esse é o tipo de experiência que promete deixar o seu coração bem mais acelerado do que o habitual. A temporada de tubarão-baleia de Cancún vai de maio a setembro, com picos de atividade normalmente encontrados nos meses de junho e julho.

Os barcos partem de diferentes marinas, mas quase todos visitam a Isla Holbox e a vizinha Isla Mujeres, e o passeio em terra geralmente leva um pouco mais de uma hora. Os tubarões-baleia selvagens são super rápidos, então você precisa estar pronto para quando um estiver nadando ao lado do barco. Sempre que o capitão vê um e ele avisa para saltar, e aí depende da sua rapidez para aproveitar a experiência ao máximo. Como é de se imaginar, um peixe dessas dimensões nada muito mais rápido do que qualquer ser humano. Na maioria das viagens para esse tipo de atividade em Cancún, os mergulhadores conseguirão ver e chegar bem pertinho dessas criaturas, mas vale lembrar que é bom manter uma certa distância e não tocá-los, provocá-los ou, de forma alguma, tentar montá-los enquanto eles nadam abaixo do barco.

-Priscila Dexheimer

, ,

Comments are closed.